Notícias


Publicado em:
6
2/2019

Conheça quatro redes sociais que vão além de Facebook e Instagram

Mais e mais usuários têm procurado outras formas para se conectar com seus seguidores e amigos.



Metatags:
Divulgação

O Instagram anunciou em 2018 que bateu a marca de 1 bilhão de usuários ativos e tirou o posto do Facebook de principal rede social do planeta com seu modelo de negócios baseado em anúncios e coleta de dados do usuário.

Mas outras redes sociais existem e estão crescendo cada vez mais. Tão interessantes quanto o Facebook, elas podem substituir a companhia, caso algo mude ou a rede acabe, como aconteceu com o Orkut. Por isso, listamos quatro redes socais que prometem ser uma alternativa.

1. Ello
O Ello foi criado por um grupo de designers e artistas que buscavam um espaço simples, belo e sem propagandas para dividir suas criações com o mundo e conversar com os amigos.

Tanto que, apesar de estar em crescimento, ele ainda está em fase beta, com novos recursos sendo acrescentados diariamente e uma extensa lista de espera para fazer parte dele. Está tão popular que há pessoas vendendo convites no eBay.

2. Status
O Status é uma rede social que se adapta aos interesses e à localização de cada um. Dessa forma, o usuário tem a liberdade de ver no seu feed apenas o que ele quiser e das localidades que desejar. Além disso, também é possível personalizar a cor da linha do tempo (são 15 opções) e selecionar interesses preferidos entre mais de 30 temas. Recursos como chamadas de áudio e vídeo, publicações e comentários multimídia, e posts em ordem cronológica também estão disponíveis.

Assim como o Instagram, o app ainda conta com uma ferramenta na qual os usuários podem fazer vídeos e postar fotos que sumirão em 24 horas. A rede social cresceu em interesse e em usuários, e o principal atrativo é ser assumidamente livre de propagandas, o que também faz com que os dados de seus usuários não sejam vendidos para outras empresas.

3. Hello
Hello é uma rede social do mesmo criador do Orkut (Orkut Buyukkokten), que encerrou suas atividades em 2014. A plataforma pretende resgatar as comunidades, com objetivo de criar interação entre pessoas com os mesmos interesses.

A novidade ainda está em desenvolvimento e sem data definida para lançamento. Para receber um convite e ser um dos primeiros a fazer parte da rede social, basta inserir seu e-mail e informações como nome e país no site oficial.

4. Tagged
Muito similar ao Facebook, foi fundado no mesmo ano (2004), destinado ao público jovem. Atualmente, conta com mais de 300 mil usuários, e uma média de 200 mil deles usam o aplicativo mensalmente. Por meio dessa plataforma é possível enviar mensagens aos amigos, postar fotos, jogar e conhecer pessoas novas. Pode ser encontrado em Android ou em iOS.

Fonte: Primeira Página


Últimas notícias

O consumo ético da geração “Millennials”

Como atrair o consumidor da nova geração? Especialista salienta os pontos que os empresários devem se atentar.
Leia Mais

Juros do cartão de crédito são os menores em dois anos

Melhora do cenário econômico é um dos fatores responsáveis pela queda.
Leia Mais

Bon Jovi está confirmado para o Rock in Rio 2019

O cantor será a atração principal no terceiro dia do evento, 29 de setembro. Sua banda já se apresentou nas edições de 2013 e 2017 do festival.
Leia Mais