Notícias


Publicado em:
5
12/2018

Cresce o número de pequenos e médios empresários otimistas com 2019

Pesquisa “Perspectivas Empresariais” da Boa Vista SCPC, chama a atenção para a melhora do humor entre os investidores.



Metatags:
FreeImages

A pesquisa trimestral “Perspectivas Empresariais”, da Boa Vista SCPC, realizada com cerca de mil executivos de todo o Brasil no 3º trimestre de 2018, aponta a melhora do otimismo entre micro, pequenos e médios empresários, o que mostra uma mudança de humor em todos os portes.

O levantamento mostra que, no mesmo período de 2017, 40% dos médios empresários previam ter um faturamento maior em 2018. Entrevistados agora no 3º trimestre de 2018, 54% têm a expectativa de faturar mais no próximo ano - um salto de 14 pontos percentuais.

Mantendo a base de comparação, 35% dos micro e pequenos empresários previam faturar mais em 2018, e agora são 42%, em ambos os portes. Um crescimento de sete pontos percentuais, respectivamente.

Em relação ao setor de atividade, contatou-se que as de Serviços são as que estão mais otimistas com relação ao faturamento. Neste segmento, 48% dos entrevistados esperam faturar mais em 2019 (no terceiro trimestre de 2017 eram 37% os que esperavam faturar mais em 2018). O setor do Comércio permanece estável (42%) e o da Indústria teve uma pequena alta, passando de 40% para 42%, na mesma base de comparação.

Os empresários de micro, pequenas, médias e grandes empresas também se mostraram otimistas com relação aos investimentos para o próximo ano, na comparação ao 3º Tri/17. Os microempresários representam 35% contra 31%. Os das pequenas empresas eram 24% e agora 38% os que preveem investir mais em 2019. O das médias agora são 39% contra 35% e os das grandes empresas 51%, contra 43%.

O empresário do segmento de Serviços é o que está mais confiante no aumento dos investimentos para o próximo ano. No terceiro trimestre de 2017, 30% previam mais aportes em 2018, já no mesmo período deste ano, 40% dos executivos acreditam que terão mais investimentos em 2019.

O empresário do Comércio se manteve com percentuais praticamente iguais, na mesma base de comparação, passando de 36% para 35% quanto à perspectiva de crescimento. Os executivos da Indústria preveem um salto de oito pontos percentuais em investimentos no negócio (de 27% para 35%, na mesma base de comparação).

Leia também: Varejo paulista volta a contratar pelo segundo mês consecutivo

Fonte: Primeira Página com informações da assessoria de imprensa da Boa Vista.


Últimas notícias

Cinco dicas do Sebrae para quem quer abrir um e-commerce

Plano de negócio é o primeiro passo para os interessados.
Leia Mais

Natal deve movimentar R$ 53,5 bi na economia

Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito apontam que mais de 110 milhões de consumidores devem ir às compras e investir, em média, R$ 116 por produto.
Leia Mais

Redes sociais foram feitas para se consumir música

Esta é a opinião dos Millennials, segundo pesquisa da MusicWatch: os jovens da geração Y consomem música massivamente pelo Instagram, Twitter e Facebook.
Leia Mais