NewsletterGoogle PlusTwitter Facebook


Aaron Spears leva técnica e groove à Expomusic

Como parte da programação do Zildjian Tour, dentro da Arena Expomusic, baterista norte-americano apresentou músicas com muito estilo, contou sobre a forma de trabalho e ainda deu dicas importantes ao público brasileiro.

Levando conhecimento sobre a bateria para todo o continente, a Zildjian, marca distribuída no Brasil pela Pride, promove o Zildjian South American Clinics 2016 e traz para a Expomusic a apresentação de ninguém menos que Aaron Spears. Um dos mais célebres bateristas de turnê da atualidade, ele começou sua vida musical como baterista em uma igreja pentecostal, onde aprendeu muito do que leva aos palcos até hoje.

A abertura do evento foi feita por Fabiano Manhas, músico paulista da Zildjian, que demonstrou toda a técnica empregada nas músicas do seu novo DVD, My May, com composições próprias e também de amigos próximos. A apresentação contou não só com as canções pesadas, mas também um bom e velho samba que contou com a participação de Leo Carvalho, músico da cantora Beth Carvalho.

Ao tomar o palco, Spears, que já foi músico de turnê para grandes nomes do Jazz e do R&B, como Alicia Keys e Usher, além da lenda do Soul, James Brown impressionou a todos com toda a sua técnica e groove sem igual, empregado em um kit de bateria nada extravagante mas com os pratos de qualidade da Zildjian. Durante a apresentação, ele tocou diversas músicas e, pela primeira vez, uma canção de Sput, baterista do Snarky Puppy.

Antes de atender o público em uma sessão de autógrafos, o músico também falou um pouco sobre sua forma de trabalhar. Para ele, a técnica começa nos rudimentos mais simples e quando se pega os fundamentos tudo vêm do coração, porém, e sempre importante, não se deve deixar levar muito e ter certeza de que o som que está sendo feito se encaixa perfeitamente com a música.

Outra dica dele é que, para ser um músico de verdade, é preciso saber tocar uma variedade de estilos, do mais espalhafatoso ao mais técnico. E para quem está sempre buscando influências de fora, Spears tem um recado “É importante estar de olho no que acontece no mundo da música, mas também é igualmente essencial estudar a fundo a sua própria cultura. Não se pode perder a identidade”

Fonte: Primeira Página