Publicado em:
12
9/2017

Abemúsica vê na Expomusic oportunidade de retomada dos negócios

Além de entretenimento e conhecimento, para a entidade a feira significa um reforço na atual retomada dos negócios do setor.

Ainda há muito a se recuperar em matéria de negócios, diz o presidente da Abemúsica, Synésio Batista da Costa, que em parceria com a Francal Feiras promovem a Expomusic 2017. Dados da entidade mostram que houve crescimento de 7,55% de janeiro a junho deste ano nas importações, sobre igual período de 2016. Em dólar (fob), o valor subiu de US$ 25.906.015,00 para US$ 27.860.673,00.

De acordo com Batista da Costa, de 2015 para 2016 as importações caíram 34%, “e já haviam registrado no ano anterior outros 29% de queda”, informa. “O preço em dólar (fob) das importações caiu de US$ 123.879.871,00 em 2014 para US$ 58.326.135,00 no ano passado.

Segundo o presidente da Abemúsica, os dados mostram como há campo para o mercado voltar a crescer – para se ter ideia, as importações de instrumentos musicais de corda, por exemplo, que eram de US$ 25.453.737,00 em 2015 foram reduzidas a US$ 18.464.526,00 no ano passado. As exportações passaram de R$ 12,7 milhões em 2015 para R$ 18 milhões em 2016.

Um dos maiores eventos profissionais da música no mundo, a Expomusic é responsável por movimentar até 40% dos negócios realizados pela cadeia musical durante todo ao ano. Para ampliar ainda mais as oportunidades de negócios de seus expositores, a feira realiza as Rodadas de Negócios, conjunto de reuniões pré-agendadas que possibilitam o contato direto e pessoal entre empresas expositoras e compradores convidados pela organização, que tenham interesse nos produtos oferecidos por esses expositores.

Fonte: Primeira Página